Ansioso por 02 de outubro


justica

Imagem: Reprodução/Internet

Não sei quanto a vocês, mas como cidadão estou feliz com a proximidade do dia 02 de outubro. Já esta ficando insuportável acompanhar, mesmo que naturalmente distante, o circo de horrores que se tornou a campanha eleitoral para Prefeitáveis e Vereadores. Quanto coisa pedante!

E são muitos os motivos que incitam minha ansiedade. Chego à casa e percebo minha mini varanda lotada com santinhos despachados como se fossem balas de Cosme e Damião. Certamente os funcionários não querem eleger tal candidato, mas eliminá-lo da sua vida, mesmo momentaneamente, mesmo que apenas eliminando sua propaganda pelo ralo.

Os carros de som desrespeitam a legislação de forma tranquila e favorável, passando frente às escolas e igrejas anunciando, em ritmo de samba, num volume estrondoso, o tal candidato fulano de tal. Um verdadeiro disparate!

Candidatos à revelia e sem noção da importância de um cargo político, almejando apenas o financeiro e o status. Pessoas que nunca pensaram que você existia, ou que já te encontram, mas nunca notaram, lhe apertam a mão e indagam se podem contar com o nosso apoio. Isso cansa!

Mas o que está ruim pode ainda ficar pior. Sinceramente tento entender e respeitar a postura dos ditos ‘cabos eleitorais’, que futilmente esbravejam e discutem, na defesa de tal fulano, em torno de uma politicagem de trocas que, sabemos, não dará um feedback tão positivo para todxs. Briguinhas irritantes e desnecessárias, pois só distanciam os eleitores, via redes sociais, trazem à tona o desejo de excluir a própria conta, por conta, de tanta mesquinharia e idiotice.

Já dizia o físico alemão Albert Einstein: “O meu ideal político é a democracia, para que todo o homem seja respeitado como indivíduo e nenhum venerado.”

Oremos!

DICA DE LEITURA: Magistério: Construção Cotidiana


103666_magisterio-construcao-cotidiana-49688_Z2

Vera Maria Ferrão Candau já está na 7ª edição do seu livro “Magistério: Construção cotidiana”, referência obrigatória nos editais de concursos para licenciados.

A obra congrega vários trabalhos, resultados de dissertações de mestrado, teses de doutorado de diversas autoras que tratam de preocupações, reflexões e investigações na área de formação de professores.

Em meio à crise de identidade do magistério, ao descrédito da profissão docente e à evasão da categoria, busca-se reforçar intensamente a identidade, o importante papel social e científico do magistério, sua formação inicial e permanente e suas implicações no campo da cidadania, da política e da cultura.

botao-comprar