Incógnita


Guardo dentro de mim os desejos mais ocultos.

Eles estão escondidos dentro de minh’alma

Onde somente Eu e outrem temos acesso.

A distância entre o ser e o ter

Causa frisson no espetáculo fraternal

Do meu coração.

Na ânsia de ser uma correnteza

Que invade sem ser convidada

Na certeza de que a vida me dará

Uma boa jornada

Não busco glória

Nem mesmo status

Quero ser livre, liberto

Sem a inconveniência de ser podado.

Pois no fim saberei

Que sou o resultado do que fui

E que para mim não basta ter

Pois descobri que mesmo sem possuir

Tudo na minha vida evolui.

Anúncios

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s